Por que o MultiVivo para internet é uma merda!

Esses dias fui na loja da Vivo ver o que era esse tal de MultiVivo para poder colocar internet no meu tablet. Pra começar, a atendente disse uma palavra que, se não fosse pela minha atenta esposa, teria passado despercebida: compartilhar. A ideia agora é compartilhar a franquia de internet com o outro dispositivo pela bagatela de 30 reais mensais. Eu logo pensei que era uma estupidez de nível Kiko elevado a Chaves pagar por algo que eu já faço de graça (compartilhar a internet entre meu smartphone e o tablet) e disse que não queria. Aí vieram as excelentes alegações da atendente:

Veja aqui o post no novo endereço!

A harmonia entre um Android e um músico

Não é raro ver músicos que nunca precisaram olhar pra tela de um computador. Eu nunca consegui desgrudar do mundo digital e creio que muitos aqui também não. O interessante é que, conforme os tablets e smartphones evoluíram em poder bélico, aplicativos muito interessantes começaram a aparecer na Play Store para auxiliar músicos fissurados pelo mundo binário, ao passo que, hoje, não ficamos tão atrás dos iPotocas em matéria de aplicativos musicais. Neste post, pretendo mostrar o porquê sem cair naqueles conteúdos numéricos chatos e cansativos do tipo “As 50 melhores maneiras de se fazer cinco coisas legais duas vezes ao dia”. A ideia aqui é mostrar como você pode digitalizar suas ferramentas musicais e as colocar no bolso daquela velha bag do seu instrumento.

Veja aqui o post no novo endereço!

Posts truncados

Pessoal,

quem costuma visitar isso aqui deve ter percebido que os posts agora estão truncados com um link para o novo lar deles. Eu fiz isso porque:

  • é um saco escrever no WordPress
  • eu queria escrever sobre mais coisas além de Android e manter mais de um blog não caberia no meu orçamento
  • é realmente uma merda escrever no WordPress
  • queria fazer um blog que pudesse ser lido facilmente em dispositivos móveis (principalmente a parte de android)
  • minhas veias doem quando escrevo no WordPress
  • queria um blog mais nerd para manter (aqui explico como ficou)
  • sério mesmo, é melhor pular de bung jump amarrado pelo testículo esquerdo a usar o WordPress

Tem também o lado financeiro da coisa: eu pago pelo domínio, pago pela hospedagem e não tem visita nenhuma lá. Aqui continuo com as visitas normais e enfiando dinheiro no reto do WordPress.

O blog novo não tem anúncios nem nada que retorne o dinheiro que eu gasto, o retorno vem das visitas de vocês. Por isso estou fazendo o máximo para redirecionar todo mundo pra lá.

Já sabe, né? Entra lá!

Xposed: a forma genial de se modificar uma ROM

Trocar a ROM de um Android é muito bacana, apesar de não ser trivial. É muito bom ver várias funcionalidades novas e nativas no sistema e, principalmente, a possibilidade de customizar a interface (mudar algumas cores, ícones e fundos, por exemplo). O problema é que alguns aparelhos não possuem ROMs customizadas e, outro ainda maior, é o trabalho de socar uma ROM nova no aparelho só pra poder trocar o ícone da bateria. Eis, então, que surge um herói chamado Xposed.

Veja aqui o post no novo endereço!

Update ou downgrade? Saindo do Galaxy Note II para o Moto X

Meu Galaxy Note II estava dando uns problemas muito malucos. Trocar de ROM não estava adiantando (o que indicava ser algo físico no aparelho – para o meu desespero) e a minha paciência estava do tamanho do meu salário. Acabei decidido a comprar um Nexus (o 4, o 5 não vai caber tão cedo no meu bolso), mas por alguns motivos (que irei abordar mais abaixo), comprei o excelente Moto X.

Veja aqui o post no novo endereço!

Arrumando a casa

Pessoal, estou dando uma arrumada no blog (na verdade estou fazendo mais do que isso, mas no próximo post entro em detalhes) e alguns links para download estarão quebrados. Mas eles irão voltar (ou não) junto com a reestruturação do blog.

Ah! Vou dizer logo o que é: estou migrando o AndroiDoctor do wordpress para meu domínio novo. Vocês podem conferir o resultado no link abaixo:

AndroiDoctor

Aguardem enquanto termino a faxina.